LIvros

Para adquirir meus livros ligue para: (51) 33 46 22 85 ou acesse o e-mail helyetterossi@gmail.com

 

 

Uma Mulher Apenas

Relato que insere personagens em acontecimentos marcantes da França do sec.XIII, como o Franciscanismo e a seita Cátara. Desta, os interessados neste movimento religioso podem apreciar detalhes minuciosos sobre sua doutrina e extermínio.
Entre rudes comportamentos de cavaleiros cruzados, aparece a poética e a cortesia dos trovadores impregnando de lirismo a narrativa. Enfatizando sobretudo a insignificância que era então atribuida à mulher, justifica o nome dado a esta fantasia que nos coloca dentro da religiodsidade e dos costumes dos nobres senhores da Idade Média.

 

A Diversidade dos Mitos

A abrangência que pode alcançar os mitos , inspirou-me a colocá-los em categorias específicas, tais como mitos de flores, masculinos, femininos, de alimentos sagrados de morte e tantos outros, facilitando-me discorrer livremente sobre ele. Cada categoria recebeu interpretações,algumas genéricas outras pessoais, onde procurei aprofundar seus significados, evitando se passar por eles apenas intretidos em suas histórias, sem que deles nada seja aproveitado para o nosso evoluir.
Desejei,enfim, uma forma de entrar no mundo alegórico do mito, para conduzir o meu leitor à metáforas, a princípios arquétipicos que estimulam discernimentos sobre o seu agir, como se estivesse a fazer uma agradavel aventura. 


O Essênio e os discípulos do Nazareno

 
Sem qualquer preocupação ou compromisso de santificar os discípulos  que conviveram com o Cristo , pessoas comuns como são aqui apresentados André, Pedro , Tiago  e João, a autora põe nelas, contudo, a rara sensibilidade de perceber  quando o nosso mundo limitado e adverso está sendo oportunizado por  alguma nova e benéfica proposta.
Inspirada nos" Filhos da Luz" ,essênios espalhados em regime semi-aberto pela Palestina, pelo tempo da mensagem crístíca, foi aqui imaginado o seu principal personagem. Este livro, tenta nos conduzir aquela pureza de entusiasmo aquela mesma idealização apaixonada que impeliu alguns homens a inimagináveis renúncias em cada ciclo histórico que se iniciou.


A Ilha encantada

Ficções localizadas na ilha de Santa Cararina entre habitantes de origem açoriana, homens humildes cujas crenças são imaginativas e inocentes.Homens cujos "causos" sobre bruxas, boitatás, lobisomens, são acreditados como naturais e enriquecem seus encontros de lazer. Nestes contos aparecem os  costumes açorianos ainda ali vigentes, mas sobretudo é enfatizada a forma de falar dos chamados "Manezinhos da Ilha" do início do século passado, linguajar minuciosamente usado pela autora, do qual algumas expressões ainda persistem no homem catarinence.Tais contos nos levarão a um mundo de pensares e crenças ingênuas que desenvolvendo-se em meio a natureza exuberante da Ilha, justifica chamá-la  de: A Ilha encantada.


Refúgio das paixões

A autora nos traz à tona nesta ficção o viver  cotidiano da classe média da zona norte do Rio de Janeiro, na década de 40 do século passado. Suas personagens com seus hábitos, alegrias e conflitos ilustram de forma fiel  um manancial de costumes religiosos portugueses então ainda vigentes.
A cultura artística e política do período nos leva à figuras relevantes, em uma cidade cujas ruas suburbanas, ainda pacatas, eram sombreadas por frondosas mangueiras e enriquecidas ao entardecer por cantigas de roda entoadas por vozes infantis.


Elos de Corrente

Este romance foca a sociedade paulistana percebida em suas facetas de tradição, trabalho, futilidades sociais. Nele, não faltarão as figuras da avó "quatrocentão", do homem que se desgasta em excesso de trabalho,da mulher que borboloteia nos salões sofisticados, da criança de classe alta que se vê privada de carinho pelas exigências do viver absorvente dos adultos.Nesta narrativa intimista, seguimos o estado de desalento do principal personagem oprimido por um meio indiferente e a chegada da personagem que dará  a narrativa um toque de transcedência , trazendo em si as vivências simples de uma aldeia européia. A tentativa de unir personagens tão diversas para que vivam uma paixão impedida pelas circunstãncias da trama é o grande desafio que acompanha o leitor. Seu título" Elos de Corrente" nos sugere que vários outros personagens fortes estão indissoluvelmente ligados, manifestando algo que nos parecerá inestimável: Uma teimosa esperamça de renovação.


As duas vidas da sacerdotisa Ayalla

Neste romance, a autora de" As montanhas sagradas dos Incas" nos leva mais uma vez ao deslumbrante Andes peruanos. Do relato, emergirá novos prismas de se sentir o antigo santuário de Machu Picchu e a fascinante história inca. Ressaltará a figura do último dos resistentes degolados pelos cristãos em Cusco, Tupac Amarú, sugerindo, numa,fantasia convencedora, que ele possa ser o Avatar esperado pelos andinos. Dá  à principal  personagem a capacidade de revelar vidas passadas mas atende tanto a adeptos das teorias reencarnacionistas como aos descrentes desta ideologia. Para estes últimos , abrirá reflexões psicológicas ao apresentar Ingrid uma mulher que sendo amada carece de amor e que poderá esta saciando tal carência em  visões de um passado imaginário. Para os espiritualistas, pela coerência com que une suas duas vidas, não deixará dúvidas que suas visões são autênticas. Um romance que enriquecerá qualquer estudante de esoterismo.


As montanhas sagradas dos Incas

Através das experiências de um  grupo místico que dirijo há trinta anos, e que partiu de Lima e se deslocou à Machu Picchu, este livro pretende mostrar as sensações que levam milhares a escolherem as ruinas do Peru como uma das metas de peregrinação mais buscadas da América.
Tais relatos nos revelam a forte mítica dos nativos ameríndios.que foi encontrada pelos espanhois no sec.XVI ,mas que permanece intacta nos dias atuais; nos levam também para dentro do transcendente, das energizações espirituais e iniciações que fizemos no santuário de Machu Picchu e em sua montanha sagrada.


A influência de Crenças e Símbolos

Ao abordar danças , ritos, contos e pensares de agrupamentos, tribos e raças diversas, este livro penetra  o mundo encantado de suas simbologistas, crendices e interpretações teológicas.
Nele, são abrangidos símbolos judáicos, bíblicos, maçônicos, alquímicos, numéricos, ritualistas e tantos mais. Também  crenças tais como em gigantes, herois civilizadores, bruxaria feminina e outras , nos abrindo um mundo de grande beleza e imaginação, numa ajuda, sem dúvida imprescindível aos curiosos destes assuntos.


Dança no Labirinto

A Espanha do sec.XV é aqui abordada com seus problemas sociais e religiosos, ressaltando-se as perseguições a árabes judeus e ciganos.A autora segue a vida de uma família nobre da Catalunha que, ignorando os preconceitos vigentes, teima em envolver-se com aquelas minorias perseguidas, tendo como resultado as experiências pessoais e intimistas de cada personagem.  A sedução pelos descobrimentos marítimos, a expulsão do Islamismo  e dos judeus e o amor ao nomadismo dos ciganos, em meio a luta entre os grandes proprietários rurais, torna esta novela , para os interessados, uma fiel abordagem deste período.